O fato é que você não deve dar descontos em jobs. Ao enviar uma proposta comercial, ou mesmo, uma estimativa você costuma incluir o valor do projeto. O cliente quase sempre está em busca do melhor — entenda-se menor — preço. Ja me deparei inúmeras vezes com a barganha dos valores cobrados e caí na besteira de diminuir meu preço só para fechar aquele contrato e ter aquela pessoa / empresa como cliente.

 

Pela minha experiência como freelancer, acredito que este é um dos pecados capitais que nós não podemos cometer, salvo raras excessões. Diminuir seu preço faz com que o cliente tire algumas conclusões sobre você e seu trabalho (mesmo que seja apenas em nível subconsciente). Logo de cara, este desconto pode gerar alguns resultado negativo:

  • Se você concedeu um desconto de 5%, o cliente vai pensar: “Quer dizer então que o cara estava superfaturando em 5% o projeto? Eu apertei um pouco e ele já me deu este desconto… nas próximas vezes eu vou exigir este desconto por padrão”
  • Imediatamente o cliente ficará feliz, mas futuramente ele vai desconfiar dos seus preços
  • Estes clientes que choram demais o preço, acabam cobrando muito mais e tornam o projeto num inferno

Estes já deveriam ser motivos suficientes para o “porque você não deve dar descontos”.

Há uma razão para você cobrar um valor por seu trabalho ou produto. Eu parto do pressuposto que você não está supervalorizando seu trabalho e cobrando o justo para cobrir as horas trabalhadas e despesas mensais embutidas (energia elétrica, internet, alimentação, aluguel, etc). Então se o preço é justo e você está pedindo apenas o justo, qual o motivo para dar o desconto e por em risco suas necessidades de faturamento mensal?

Este é um problema que ocorre tanto com freelas quanto com empresas. Em ambos os casos, ao conceder descontos gordos aos propospects apenas para fechar negócio você não lucra e algumas vezes paga para trabalhar e entregar o projeto.

 

“Se você me der este desconto, garanto que terá muito mais trabalho depois”

Essa frase é muito batida, mas os novatos sempre caem na conversa. Você está trabalhando para projetos futuros ou para este? Então deixe claro que você se interessa muito em manter um bom relacionamento profissional e deseja fazer negócios no futuro, mas que o job atual é prioridade. Você tem que cumprir seus prazos e entregar outros projetos que foram cotados de forma justa e pagos da mesma maneira.

Não podemos correr o risco de prejudicar projetos em andamento, para “encaixar” um novo projeto que ainda vem com preço menor com a promessa de jobs futuros.

 

Mas eu não quero perder este cliente e realmente preciso da grana. Como eu faço para não dar desconto?

Falei dos motivos para não se dar o desconto e acho que muitos estão cansados de saber disso. Mas qual é a maneira elegante de sair dessa situação, não dar o desconto e ainda ganhar o cliente?

Converse com este cliente e diga que você calculou as horas e o tempo de forma correta e justa para ambas as partes. Você cumpre seus prazos de entrega e segue um bom padrão de qualidade, sendo assim, não tem mais de onde cortar o valor. Reveja o projeto com ele e diga que se tirar o módulo “X” e a área “Y”, que não são vitais para o projeto, você pode se encaixar no valor que o cliente deseja pagar. Depois que finalizar o projeto, vocês podem conversar novamente para estabelecer o valor e a necessidade de incluir estes módulos no projeto que já está no ar.

Viu? Você consegue manter seu preço, agradar o bolso do cliente, agradar o seu bolso e ainda garantir novos trabalhos com ele.

Freelancer, porque você não deve dar descontos
Avalie este texto